Em honra de Nossa Senhora de Antime

Foi no Lugar do Outeiro das Freiras que, um dia, apareceu a imagem de Santa Maria. Não se sabe a quem! Imediatamente os povos de Antime e de Fafe pleitearam a sua posse, alegando, cada um, o direito que lhe assistia. Em determinada altura, acordaram que Nossa Senhora ficaria pertencendo à povoação para onde, espontaneamente e sem governo, se dirigisse um carro de bois, transportando a imagem. Lucraram os de Antime, que, pouco depois, trataram de erguer uma capela dedicada à Virgem. Santa Maria passou, desde então, a juntar ao seu nome o daquela freguesia, mas também Lhe chamam Senhora do Sol, por a ela recorrerem os Lavradores quando necessitam de bom tempo.

Uma outra versão, diz que no Outeiro das Freiras, como desta designação parece inferir-se, existiu, outrora, um convento, cujo capelão era o próprio abade da freguesia. Ora, aquando da supressão daquela residencial monástica, a imagem de Nossa Senhora foi entregue ao pároco, com a obrigação de, todos os anos, fazer, com ela, uma procissão de Antime para Fafe. A disposição foi cumprida e, no segundo domingo de Julho, Ela aí vai, com farto acompanhamento, visitar a cidade.

Dia dos Avós e Netos

Mega Piquenique no Parque de Lazer de Pardelhas, das 11h às 17h, dia 30 de julho.

Condições:
1 – Inscrição e distribuição de bilhetes no Posto de Turismo de Fafe entre os dias 22 e 26 de julho;
2 – Atribuição gratuita (mediante apresentação do cartão sénior);
3 – Distribuição por ordem de chegada;
4 – Os bilhetes são limitados aos lugares existentes;
5 – Crianças mediante a apresentação do cartão de cidadão;
6 – Os bilhetes só podem ser entregues aos próprios ou aos cônjuges;
7 – Os participantes devem trazer o seu farnel.

33 Anos da Cidade de Fafe

À semelhança do que aconteceu no ano passado, a Junta de Freguesia de Fafe levará a efeito no dia 23 de agosto de 2019, a celebração dos 33 anos da Cidade de Fafe, este ano realizado no auditório da Câmara Municipal de Fafe. Juntamente com esta celebração da Cidade, a Junta irá realizar a entrega de prémios aos melhores alunos, residentes na freguesia de Fafe e também fará uma homenagem ao antigo presidente da Junta, José Mário Silva, pelos anos que passou na autarquia e onde prestou um serviço público de reconhecido mérito. Para o Presidente Paulo Soares: “Este ano voltamos a celebrar estes 33 anos da cidade de Fafe, com a atuação do Coral Santo Condestável, em princípio, para nos cantarem umas lindas músicas e o nosso hino de Fafe, como se impõe. Depois teremos a entrega de prémios aos melhores alunos, residentes na freguesia de Fafe, desde o 1.º ano às universidades, tendo estes últimos de se inscrever na Junta. Também iremos homenagear o Senhor José Mário Silva, antigo presidente, pois foram muitos anos a liderar a freguesia de Fafe, muitos anos de dedicação a Fafe e este executivo, por mim liderado achou que será justo, nesta terra de justiça.”

Um Dia de Praia

O Programa Um Dia de Praia oferece 2 bilhetes por idoso que podem ser utilizados de 1 de julho a 31 de outubro. Estes bilhetes serão distribuídos de 1 a 31 de julho no Posto de Turismo. A distribuição dos bilhetes será efetuada mediante a apresentação do cartão municipal sénior.

Freguesia de Fafe preocupada com Passes

A Freguesia de Fafe está preocupada com o valor dos Passes dos autocarros que os fafenses estão a pagar. Para o presidente Paulo Soares: “Na última Assembleia da Freguesia de Fafe estivemos a discutir este problema dos passes dos autocarros e passo a descrever os pontos que nos preocupam a todos, Junta e Assembleia: – O actual Governo da República implementou o Passe Único para transportes públicos o qual entrou em vigor a 1 de Abril de 2019, com um valor máximo a rondar os 40€ por pessoa ou o máximo de 80€ por família; – A adesão à partida das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, ao qual se juntaram mais tarde outras áreas que entre si acordaram fazer vigorar o Passe Único; – Outras áreas não aderiram ainda e que tal pode traduzir-se em áreas mais ou menos desenvolvidas, criando desigualdades entre os portugueses; – Um fafense, por motivo de trabalho ou de estudo, possa ter a necessidade de se deslocar para fora do seu concelho e que por exemplo um passe mensal Fafe-» Guimarães custa 62,50€, um passe Fafe -» Braga custa 124,55€ e um passe Fafe -» Porto custa 131,00€, valores muito acima do Passe Único referido; – Há conhecimento que existem fafenses que estudam e trabalham fora do nosso concelho e que não sendo aplicado o Passe Único cria desigualdades face a outros portugueses, residentes em concelhos ou zonas metropolitanas onde houve acordos. Com isto vamos tentar perceber junto as entidades competentes e responsáveis se poderemos de alguma forma alterar esta situação, por uma questão de igualdade e justiça social.”