Junta de Freguesia de Fafe reage às alterações do horário de funcionamento do Centro de Saúde de Fafe

A Junta de Freguesia de Fafe está preocupada e reprova as alterações impostas pelo Governo aos horários do Centro de Saúde de Fafe. Os cuidados de saúde primários foram sendo suprimidos e agora com a  redução de a um horário que fica desajustado – deixa de abrir em período noturno e aos sábados, fez com que a autarquia tomasse esta posição, estando ao lado de toda a população, na defesa dos seus cuidados de saúde. Os trabalhadores para ter uma consulta com o seu médico de família por exemplo têm de faltar ao trabalho, não havendo soluções para horários pós-laborais. Para o Presidente da Junta de Freguesia de Fafe Paulo Soares: “Quando a aposta do Governo devia ser nos cuidados de saúde primários quer pela sua importância na promoção e prevenção da saúde, quer pela acessibilidade ao utente, ao qual cada vez mais é exigido pela entidade patronal e não podendo faltar sob pena de represálias, todo o acesso aos cuidados de saúde fora do horário normal de trabalho está a ser cortado, mesmo os horários que apresentam grande afluência de utentes e que não são suficientes para a procura. Estamos preocupados e esperamos que haja uma reversão nesta decisão. Estaremos sempre e lutaremos sempre pelas melhores condições de todos os fafenses.”