Estado de alerta laranja

AVISO À POPULAÇÃO ⚠️ I A Junta de Freguesia de Fafe informa o Estado de Alerta para o nível Laranja face o perigo de incêndio rural até às 23h59 desta terça-feira, 28 de julho. Durante este período foi estabelecido a proibição de:
➡️ Acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais definidos no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;
➡️ Realização de queima de sobrantes e queimadas;
➡️ Realização de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confeção de alimentos bem como utilização
de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação;
➡️ Lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes e fogo-de-artifício,
bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas;
➡️ Realização de trabalhos nos espaços florestais e outros espaços rurais com recurso a qualquer tipo
de maquinaria, com exceção dos associados à alimentação de animais e a situações de combate a incêndios rurais.

Acesso aos vales relativos aos manuais escolares

A partir do dia 3 de agosto, para os alunos dos anos de escolaridade de continuidade:
1.º Ciclo: 2.º, 3.º e 4.º anos;
2.º Ciclo: 6.º ano;
3.º Ciclo: 8.º e 9.º anos;
Secundário: 11.º e 12.º anos;
A partir do dia 13 de agosto, para os alunos dos anos de escolaridade de iní­cio de ciclo:
1.º Ciclo: 1.º ano;
2.º Ciclo: 5.º ano;
3.º Ciclo: 7.º ano;
Secundário: 10.º ano;

Alerta Vermelho

A Ars Norte, através do ACES do Alto Ave, lançou um “Alerta Vermelho” face à  previsão da manutenção das temperaturas elevadas durante os próximos dias, que podem contribuir para consequências graves em termos de saúde e mortalidade, entre a população mais vulnerável, na região do Vale do Ave.
Através da Direção-Geral da Saúde, ficam as seguintes recomendações:

  • Beba Água ou sumos de fruta natural, mesmo quando não tem sede, e evite o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Faça refeições frias, leves e coma mais vezes ao dia;
  • Utilize roupa larga, que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol com proteção UVA e UVB;
  • Mantenha-se em ambientes frescos arejados, pelo menos 2 a 3 horas por dia;
  • Evite a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas;
  • Utilize protetor solar, com fator igual ou superior a 30 e renove a sua aplicação de 2 em 2 horas e após os banhos na praia ou piscina;
  • Evite atividades que exijam grandes esforços fí­sicos, nomeadamente, desportivas e de lazer no exterior;
  • Se trabalhar no exterior, hidrate-se frequentemente, proteja-se com roupa larga e chapéu e trabalhe acompanhado porque em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência;
  • Escolha as horas de menor calor para viajar de carro e não permaneça dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol;
  • Tenha especial atenção com os doentes crónicos, grávidas, crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida;
  • Se está grávida modere a atividade física, evite a exposição direta ao sol e ingira frequentemente lí­quidos;
  • Assegure que as crianças consomem frequentemente água ou sumos de fruta natural e que permanecem em ambiente fresco e arejado. As crianças com menos de 6 meses não devem estar sujeitas a exposição solar, direta ou indireta;
  • Contacte e acompanhe os idosos e outras pessoas que vivam isoladas. Assegure a sua correta hidratação e permanência em ambiente fresco e arejado;
  • Se é doente crónico, ou está sujeito a terapêuticas e/ou dietas especificas, siga as recomendações do seu médico assistente ou do Centro de Contacto do SNS 24: 808 24 24 24;
  • No período de maior calor, corra as persianas ou portadas. Ao entardecer deixe que o ar circule pela casa;
  • Mantenha-se informado quanto às previsões meteorológicas e siga as recomendações da Direção-Geral da Saúde;
  • Em caso de emergência ligue 112;
  • Para mais informações ligue para o Centro de Contacto SNS 24: 808 24 24 24.

Proteção Civil alerta para aumento do risco de incêndios nos próximos dias

A Proteção Civil alertou para o aumento do risco de incêndios rurais, em especial nas regiões do sul e do interior norte e centro, devido ao vento e subida da temperatura previstos para os próximos dias.

Num aviso à  população, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) dá conta de um aumento das condições favoráveis à  eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais, em especial nas regiões do Sul e do interior centro e norte.

Segundo a ANEPC, que cita o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê-se para os próximos dias uma intensificação gradual do vento e uma subida da temperatura máxima, com maior incidência na região Sul e no Vale do Tejo.

Para os próximos dias está prevista uma humidade relativa do ar entre 15% e 30%, em especial no interior, subida gradual da temperatura máxima e noites tropicais, bem como vento a soprar até 30 quilómetros por hora a partir da tarde e até 40 quilómetros nas terras altas.