Smart Cities

As cidades inteligentes têm exigências que ultrapassam a eficiência, a mobilidade e a sustentabilidade, ou mesmo as plataformas digitais. Quem está no centro são as pessoas e a tecnologia é acessória para resolver os problemas, embora seja uma base essencial na maioria das soluções. Nas smart cities não existem grandes nem pequenos municípios. Não há capitais do mundo nem cidades pequenas abandonadas. A inovação surge em todos os lugares e mais vezes nos sítios mais inesperados.